Pesquisar este blog

30.1.10

Dos tempos chuvosos


http://2.bp.blogspot.com/_9TjfZHMuJIw/R_Kzhg23eqI/AAAAAAAAAEA/On3NkQ16hhA/s400/x287844.JPG

01:36, sábado.

O tempo conjuga
medidas de vida
em ventos polares.

Arranham minha janela
em doses
tão maiores
que meus conhecidos
ares

Se eu abrir a vidraça pro mundo
ele me arrancará tudo.

Tudo que me cabe é um quadrado
muito menor que ela.

Tempestade, tempestade
passa.

A minha vida é uma fragata atracada
já não pode mais
ir ao sabor das velas.



(Jessiely Soares)




Imagem: Priscila Pimentel

3 comentários:

Rosa Cardoso disse...

Adoro seus poemas.

Teólogo disse...

Esse blog é realmente uma coisa impressionante. Li três textos e os três são ótimos. Parabens pela qualidade.

Teólogo disse...

Gostei disso:


Se eu abrir a vidraça pro mundo
ele me arrancará tudo.