Pesquisar este blog

27.4.10

musa manca

























peitos e olhos juntos
curva da fala
mente

nem sofisticada
nem brejeira
é face confessa

sob a semi-musa nua
toca-me os olhos
rubra

passa como quem soluça
sustenta o ritmo
quase não

feito pedra d'água
derrete-me
entre dedos


não chora
ou fala
enrubesce.

(ilustração de minha autoria, protegida por direitos autorais)

3 comentários:

Ana Lucia Franco disse...

Larissa, um deleite de poema..

bj

Malu disse...

um traduz o outro, poema e pintura. aliás, em ambos, vi um quê de uma parte minha. seria pretensão? rssss.

tá tudo lindimais.
super bj meu e da fulô da titia.

Larissa Marques disse...

É bem Agatha mesmo, não é pretensão!