Pesquisar este blog

9.11.10
























tarda fardo
infante
desnuda falo
asfixiante

interrompe
penetra calo
rompe hímen
e santidade

a respiração
arfante
embarga palavra
cortante

abafada
silêncio alto
gozoso
infame

de quem ama
e quer se guardar
de quem luta
e não quer ganhar.

(ilustração de minha autoria)

Nenhum comentário: