Pesquisar este blog

21.2.09

Despedida



Foste embora
Não hoje,
Nem ontem,
Nem agora...


Aos poucos,
Talvez,
A cada hora.


Silenciosamente,
Sorrateiramente
Fechaste a porta
Atrás de ti.


E o vazio
Da tua presença
Permaneceu
Em mim.


Alessa B.

4 comentários:

Glauber Vieira disse...

Muito bom, simples e bem escrito.

ükma disse...

dentro de cada uma de nós, é uma história íntima.

Alessa disse...

thanks aos dois.

Magmah disse...

legal demais a Alê em seus versos livres... gostei, viu. ^^