Pesquisar este blog

25.2.09

Encontros e Jantares


Falarei hoje de encontros e jantares. Faz diferença a comida servida quando há segundas intenções no encontro? Ainda mais quando o encontro é com uma mulher que certamente não liga se a outra não sabe cozinhar? Ou liga? Bem, quanto menos comida, melhor, o que não pode faltar é espumante. Esse é meu lema, mas por que não o vinho? simples, vinho só bebo com homens. E pronto, não tentem me entender, não. Um espumante de boa qualidade já estava no congelador. Uma delícia.

Então, o jantar. O encontro, depois.

Meninas gostam de frango desfiado, pelo menos, eu gosto. É leve, gostoso e fácil de fazer. Complicado é pensar no frango fora da lasanha, mas eu ainda tinha muitas horas pra decidir, só que ao cair em mim, o tempo já havia se esgotado. Acordei para preparar o jantar . Nada mal frango desfiado com algumas folhinhas de manjericão, não é? Ave, minha santinha, me ajude. Sempre fui muito indecisa, mas eu gostei do aspecto do prato, o manjericão deu classe ao frango. E a louça, ahh... o prato era lindo! Eu sei que ela ia adorar a pintura da louça.

A salada já estava pronta dentro do vidro de pepino, era só escorrer e colocar numa tigelinha bonita que eu comprei porque ela era a cara de uma conserva. Por via das dúvidas, servi à mesa, umas torradinhas com patê de presunto misturado com mostarda. Quantidade não é qualidadade, eu sei, mas as torradinhas ficaram uma graça na cestinha de palha que eu comprei numa feirinha indígena. Dentro da cestinha, eu coloquei um paninho de crochet que era um mimo. Presente de mamãe quando ela ainda me amava.

Sobre mim, um vestido de zebra. Na hora eu pensei: nossa, zebra? Lógico! zebra é muito moda. O vestido era perfeito, era quase uma camisola. Não precisava nada além disso, menos é mais. Em seguida, muito olho, porque olho é tudo e tem que ser bem preto, bem escuro. Meu olho sou eu, adoro, de perto, meto medo (mas só quando eu quero). Os olhos dela são azuis e ela os valoriza. Se ela viesse de onça, eu nem sei... eu acho que iria perder tempo tirando muitas fotos. Eu poderia ligar e perguntar: Você vai vir de oncinha? mas não gosto de ligar, sofro até o último minuto esperando. Elas sempre se atrasam, que irritante. Desta vez não pensei em música porque ela gosta de cantoras italianas.

Confiança. As chances de tudo dar certo são altas. A mesa estava muito elegante, eu estava me sentindo muito bem, a casa está arrumadinha e o gato, cheiroso. Melhor que está esfriando.

É normal acontecer algo errado, não me preocupo muito, a gente aprende com os erros.

Um comentário:

Larissa Marques disse...

Pois é menina, penso que o ruim, o erro é padrão. O que passa disso é lucro, pois é o que direi de seu texto, li e saí no lucro.
Conseguiu inovar!!