Pesquisar este blog

31.7.09

TRANSFORMANDO O LIXO CULTURAL

[Exposto no Museu de Arte de Israel.]

Sabe aquele domingo de folga em que você está louco para descansar, deitar no sofá e ligar a televisão? Pois é... Às vezes, ele acaba se tornando um tédio, você fica tentando procurar algo para assistir e não acha. Desforra toda sua raiva no controle remoto e atira-o contra parede. Fica sem entretenimento, porque não passou na locadora para pegar aquele último lançamento de DVD. A única saída é ler uma revista ou livro, navegar na Internet, brincar com as crianças, dar banho no cachorro ou sei lá... Domingo é o pior dia para assistir televisão, pois ficamos com o lixo televisivo acumulado da semana.

Mas o mau cheiro é exalado pela sala, quando se fala em educação, pois a programação da TV aberta está carente. Algo educativo pode ser encontrado para as crianças na TV a cabo, mas quem não tem dinheiro para adquirir a assinatura fica a deriva ou apela para “TV gato” ou “gato net”, como são conhecidas dentro das comunidades carentes.

Quando faremos a transformação do lixo cultural?

Quando deixarmos de assistir novelas que valorizam a infidelidade, a hipocrisia e a prostituição. Quando alguns programas de TV forem produzidos por pessoas competentes que apresentem programas culturais plausíveis. Quando crianças deixarem de ser erotizadas por propagandas de forte apelo sexual, enfim, quando muitas pessoas fugirem do conformismo e deixarem de ser contaminadas pelo lixo transmitido por várias emissoras.

É mais fácil trazer programas de TV pré-fabricados da europa e américa do norte, culturas importadas. Não venha me falar em patriotismo. O que temos hoje? Brasileiros que já se naturalizam americanos, espanhóis e etc.

Muitos brasileiros parecem pinto no lixo quando contemplam novas idéias americanas e européias nos meios de comunicação, as pessoas compram qualquer barulho para não sair da moda, ou pelos menos, para permanecerem nelas.

Vejam a imagem acima, se todo monte de lixo fosse transformado em arte, como seria o Brasil? O que você espera para o futuro do Brasil?

Este camarada aqui: Ariano Suassuna vai muito além... da minha indignação.

Um comentário:

Larissa Marques disse...

eu reciclo em minhas artes e a Utopia trabalha apenas com papel certificado e trabalahamos também com papel reciclado!
gostei do escrito!
façamos todos nossa parte!