Pesquisar este blog

20.9.09

beladona



.

há uma furiosa bizarria, nesse sussurrar calado
que te deixa tresnoitado
nessa algaravia teus olhos tristes fitam o vazio

a vida te persegue e persignado resistes
inerte desvenda descasos
vendo ocasos nos acasos

tece com teu falo instante fático
entonteces a moça distraída e enfática

faceira, beladona sorri
a gota despenca num acaso do frasco
teu coração acelera e cavalga célere
o vertiginoso abismo

imagem : Igneous Lips by ~ahurashirashtiani
http://www.deviantart.com/print/7435676/?itemids=198

2 comentários:

Ruy disse...

Vc anda se superando a cada poema. E não é fácil superar o qujá é ápice.

Larissa Marques disse...

muito bom!