Pesquisar este blog

27.9.09

Ressaca da carne





O corpo insiste em querer
o toque e o prazer
para manter a embriaguez,

contorce cada músculo,
um de cada vez;
abstinência do desejo.

ressaca do sexo e do beijo,
sintomas inconfundíveis:
o peito retumba
a mente endoidece
em imagens intraduzíveis,

você anoitece antes do dia
o gosto amargo
a apatia,

Como quem entra corrente sanguínea
chega ao cérebro,
excesso = intoxicação =
ressaca de paixão,

é fato,
outra dose para rebater:
negro, moreno,loiro,amarelo ou ruivo,

com muita disposição,

Não tenha medo não,
envereda!
é tiro e queda,
literal(mente).


imagem: google - by sunset

11 comentários:

Larissa Marques disse...

eu vi!!
hum, eita loira!!!
muito bom!

Ruy disse...

Ô parceirinha das letras precisas.

Cesar Veneziani disse...

Delícia...

FláPerez (BláBlá) disse...

ia gostar de sambar isso aí!
mexendo corpicho, charminho de ombros e olhando pro Moço!
ótimo!

Ivan Guardia disse...

Muitíssimo bom. É uma das raras vezes que o artifício dos colchetes funciona comigo. E

"ressaca do sexo e do beijo,
sintomas inconfundíveis:
o peito retumba
a mente endoidece
em imagens intraduzíveis,

você anoitece antes do dia
o gosto amargo
a apatia,"

isso vara o universal.

Ana Sisdelli disse...

ulalá, ressaca da carne é tudo.

Magmah disse...

eita, tá bonito! gostei, MJ. achei que já tinha comentado...

Malu disse...

"você anoitece antes do dia"

"negro, moreno,loiro,amarelo ou ruivo",


ulalá! miscigenação poética, delícia!!!

Maria Júlia Pontes disse...

Obrigada a todos pela leitura e impresões deixdas.
valeuuuu!

Lena Casas Novas disse...

é fato:intoxicante!!

Maria Júlia Pontes disse...

Obrigada pessoas!
voltem sempre aos domingos tem mais!!!
ahahahah