Pesquisar este blog

7.3.10

¼ de confusão e uma dose de incerteza


.



Não te contei...
Guardo minha escuridão
Com cuidado e medo
Num remoto escaninho,

Que fica à direita dos desejos.
Desejos e medos que escondo
Na cerração que desliza
Em espesso nevoeiro.

Sei que não contei
Não dessa vez..

Sonhei com seu sorriso e sorri.
Visão imprevista e tão rara
Seu sorriso flutuando
Entre céticos desejos...

Acredito em tantas coisas
Algumas disparatadas e loucas
Costumo duvidar de você

Recuar mil passos atrás
Desconfiada e descrente
Mas, quando sorri.
Tudo muda
E até em você acredito.
E nesse seu sorriso
Que desmente todo o resto.

Brinco com sua sombra
Aquela que prendi numa gaveta

E sem que perceba
Viscosa e demoradamente

Desejos,
Terrores,
Escuridão e medo.
Escapam por entre os esconsos

Assustada
Escondo-me no sorriso


(rosa cardoso)
.

4 comentários:

Ruy disse...

Creio já ter comentado algures. Definitivamente, Rosa, você tem estilo. Acho que a reconheceria de qualquer forma.

Rosa Cardoso disse...

Vou tentar algumas máscaras pra ver se vc me reconhece.

Beijo e obrigada pela presença constante.

=)

Larissa Marques disse...

gostei muito!

Rosa Cardoso disse...

Obrigada, lari. Andamos sumidas uma da outra. Beijo.