Pesquisar este blog

24.6.10

tempos aos toques


falei com ela

disse-me que os rios tinham pressa
e havia brisas quentes que falavam

cristo não tinha nascido
e a expectativa era grande
e uma amiga muito calma
tinha sido queimada pela alma

perguntou-me sobre a palavra

contei-lhe de traumas
padres
inteligências emocionais
e interacções fundamentais à distância
para acalmar

a brisa ainda fala
com cuidado

apontou para trás de mim
e sorriu
sem ruído

3 comentários:

Poetíssima disse...

Bem, gosto de ler e também gosto de dizer quando não entendo.. e não entendi este.. mas, é bom saber que não entendo, significa que lerei mais para ressignificar algo em mim...

Boa tarde!

Flá Perez (BláBlá) disse...

nossa! queimada pela alma1 que coisa linda!

bjbjbj

Rosa Cardoso disse...

Ah um não sei que de de segredo nesse poema, um não sei que de promessa e medo.

Gostei.