Pesquisar este blog

7.10.09

Aceitação da Loucura - Flá Perez

Não vou à igreja
pedir perdão por ser desigual

– prefiro a ciência
e a hóstia rosa da Roche –

Em minha demência
cetim-lexotan
cai bem a nudez e a vodka
manchando o lençol on the rocks.

Ai, esqueci por sua causa
o que ia dizer!

–acho que tinha a ver
com sua não aceitação
da minha cuca
torta,
sacaneada –

Fique com seus acertos,
suas mortas, filhas-das-patas
chocas
e me deixe

–choque!–

Posso até ser errada,
mas o problema é seu
e dê graças a Deus,
se não entende nada.

(O poema é antigo e já postado em comunidades, 
mas modifiquei mês passado e 
hoje resolvi dedicar aos leitores de AC Cesar)


10 comentários:

Magmah disse...

bonita homenagem!!!

Larissa Marques disse...

Ana Cristina Cesar é de certo modo minha musa, muito bom!

Ana Sisdelli disse...

Ama C Cesar, musa minha retalhada, dei uma aula sobre ela hoje, delirei
Doeri o poema Flavichia!

Rosa Cardoso disse...

bonitaço

Malu disse...

impressa digital... tua cara! rsss

FláPerez (BláBlá) disse...

valeu meninas!

FláPerez (BláBlá) disse...

valeu, Rosa, pela correção.

Ruy disse...

Conhecia de outras plagas. Vc se supera sempre. Como se diz em momentos muito especiais: Não pare, não pare...
Perdoe a brincadeirinha. Te adoro, menina.
Beijos.

Maria Júlia Pontes disse...

Bom sim.
Ana C.
sempre inspira bons escritos.

FláPerez (BláBlá) disse...

É vero Ruy, esse é antigo, mas dei uma recauchutada, rsrsrsrsrs